Guimarães: aqui nasceu Portugal

Se você gosta de história, castelos, monumentos, ruelas típicas e de uma muralha a escolha é a bela cidade localizada no norte de Portugal. Muralha? Como assim?

Guimarães é uma cidade histórica, com um papel crucial na formação de Portugal, e é uma das cidades mais antigas do país, com mais de mil anos desde a sua formação, quando era chamada de Vimaranes. Documentos antigos relatam que a antiga vila medieval foi criada no ano de 1096 e, por ser tão antiga, a cidade de Guimarães está associada à fundação da nacionalidade e identidade Portuguesa, sendo, inclusive, conhecida como “O Berço da Nação Portuguesa”.

Centro Histórico da cidade  Foto: (CMG)

A cidade foi de extrema importância para o nascimento de Portugal como o conhecemos hoje, pois no dia 24 de junho de 1128 a localidade foi palco de alguns dos principais acontecimentos políticos e militares, a conhecida Batalha de São Mamede, que levaria à independência e a criação de Portugal. Por esta razão, está inscrito numa das torres da antiga muralha da cidade “Aqui nasceu Portugal”, referência histórica e cultural de residentes e visitantes nacionais.

O centro e a Muralha histórica  Foto: (CMG)

Quando visitar a cidade não deixe de ir ao famoso Castelo de Guimarães, que se faz ver ao longe, com a sua imponente torre dominando o cenário. A grandiosa obra foi erguida no século X para proteger a cidade e foi ampliado no século XII, quando passou a ser utilizado também como palácio. A história diz que o primeiro rei de Portugal nasceu aqui.

O Castelo de Guimarães, no centro da cidade    Foto: (CMG)

Outra visita obrigatória é o Palácio Ducal, carregado de influências arquitectônicas do norte da Europa. O prédio foi construído no século XV e atualmente o museu e as salas principais abrigam belas peças de mobiliário renascentista, tapeçarias flamengas e tapetes persas. O Palácio está classificado como monumento nacional e é hoje usado como residência oficial do Presidente da República.

O Palácio Ducal   Foto: (CMG)

A igreja do Mosteiro de Nossa Senhora da Oliveira foi fundada por D. Afonso Henriques e restaurada no reinado de D. João I para comemorar a sua vitória na Batalha de Aljubarrota, em 1385. Famosa pela torre em ornamentado estilo Manuelino, a igreja é também conhecida por uma curiosa lenda local segundo a qual teria sido plantada à sua frente uma oliveira para fornecer de azeite as lâmpadas de altar. Contudo, a árvore acabou por secar e morrer. Mais tarde, um comerciante colocou uma cruz no local e a oliveira regressou milagrosamente à vida! Infelizmente, a oliveira atualmente situada no local não é a original.

O Mosteiro e a oliveira   Foto: (CMG)

Quando vier à Portugal, não deixe de visitar esta cidade simpática, medieval, acolhedora e com a muralha por onde se ergueu uma nação.

DEIXE UM COMENTÁRIO

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui