Monsanto, a aldeia que você tem de conhecer em Portugal

O interior de Portugal está longe da badalação das cidades mais famosas do país, mas revela grandes surpresas para quem o visita. Desde a beleza das pequenas vilas e aldeias, à comida tipicamente portuguesa (com preços inacreditáveis), à simpatia do povo, conhecer o interior do país é quase obrigatório para aqueles que não querem tumulto e preferem a beleza e a calma para as suas férias.

Hoje vou falar de uma aldeia portuguesa bastante famosa pela suas características. Erguida na encosta de uma colina (bastante íngreme) e com casas construídas nas pedras e com as pedras do local, a aldeia histórica de Monsanto fica na região da Beira Baixa, quase na fronteira com a Espanha. Com vestígios de presença humana desde a época do Paleolítico, Monsanto foi doada por D. Afonso Henriques à Ordem dos Templários após a sua conquista aos mouros em 1165.

Uma das ruelas da aldeia

A aldeia é puro charme, com casas centenárias construídas na encosta da montanha, feitas em granito e sobre o granito. Há penedos famosos na aldeia que ora fazem de telhados, ora de paredes de algumas das casas. Morar ali deve ser um sonho, pois a vista que se tem do enorme horizonte é um privilégio para poucos. O lugar é tão bonito que emissoras de televisão espalhadas pelos quatro cantos do mundo se renderam a Monsanto, fazendo matérias especiais sobre a localidade portuguesa.

O coração de Monsanto: à direita, detalhe da igreja matriz

Depois de circular pela aldeia, se subirmos pela casa do Penedo, à esquerda de quem sobe, circundamos a aldeia subindo a montanha até chegar ao Castelo. Mas atenção que seguir essa trilha requer algum preparo. Mas a beleza do lugar compensa qualquer esforço e quando chegamos ao topo, somos presenteados com uma vista de 360º de toda a planície que cerca Monsanto, sejam elas terras portuguesas ou espanholas.

Depois de subir ao castelo, construído em 1165 com o objetivo de vigiar a fronteira com o país vizinho, é hora de descer, desta vez pelo lado que nos leva diretamente ao coração de Monsanto, mas não sem antes parar para fazer fotos para todos os ângulos possíveis, pois o cenário natural e as casas de pedra nos convidam ao clique. Antes de chegarmos à parte mais baixa de Monsanto, a parada obrigatória é um miradouro que nos oferece uma vista espetacular da aldeia, com a famosa casa do penedo bem na nossa frente e abaixo dos nossos olhos. Lembrando que ela é uma propriedade privada, o único lugar de onde a podemos ver é do miradouro.

A Casa do Penedo, avistada do miradouro

Apesar de pequena, a aldeia tem muito para ser visto tal como o castelo, no topo da montanha, o miradouro ou a casa do Penedo. Mas além disso há a Igreja Matriz, a Torre do Relógio, a gruta (quando se sobe ao castelo pela montanha) e as casas típicas.

Como chegar a Monsanto

A aldeia de Monsanto está localizada a 280 km da capital Lisboa e a 295 km da cidade do Porto. Se vier de Lisboa ou do Porto pela A1, deverá sair na A23 na saída de Abrantes/Torres Novas. Na A23 saia pela saída de Alcains/Penamacor e siga as indicações para Idanha-a-Nova. Não há transportes públicos para a aldeia, a única forma de chegar lá é de carro.

Alojamento local ao lado da igreja matriz

Monsanto faz parte da rede de Aldeias Históricas de Portugal, juntamente com as aldeias de Almeida, Belmonte, Castelo Mendo, Castelo Novo, Castelo Rodrigo, Idanha-a-Velha, Linhares da Beira, Marialva, Piódão, Sortelha e Trancoso.

DEIXE UM COMENTÁRIO

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui